Ir para o conteúdo
ou

Thin logo

Dia C Bahia

COOPERE COM A VIDA

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Campanha de doação de sangue Doar Faz Bem mobiliza comunidade e coleta 336 bolsas de sangue

2 de Outubro de 2019, 12:55 , por Iasmin Santana - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 12 vezes
Dia c 2019

Um saldo de 336 bolsas de sangue coletadas e 130 cadastros voluntários de doação de medula óssea. Os números são da campanha de Doar Faz Bem, promovida pelas cooperativas agrícolas: Cooperfarms (Cooperativa do Produtores Rurais da Bahia), Cooproeste (Cooperativa Agropecuária do Oeste da Bahia) e Unibahia (Sociedade Cooperativa Unibahia), a de crédito, Sicredi, e as de transportes, Cootransf (Cooperativa de Transportes de São Francisco) e COOPGNP (Cooperativa de Transportadores de Luís Eduardo Magalhães), entre os dias 17 a 20 de setembro, no Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN), em Luís Eduardo Magalhães.

Com apoio da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), prefeitura municipal e Clínica São Camilo, este é o terceiro ano consecutivo que as cooperativas abraçam a causa que integra o programa nacional Dia C (Dia de Cooperar) - uma agenda estratégica do cooperativismo brasileiro, com o objetivo de executar a responsabilidade social, colocando em prática os valores e os princípios cooperativistas por meio de ações voluntárias, alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), reconhecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo o presidente da Cooperfarms, Marcelo Kappes, a campanha converge com os objetivos e os princípios do cooperativismo de unir pessoas por uma sociedade mais justa. “Se considerarmos que para cada ato voluntário de doação de sangue até quatro vidas podem ser salvas, atingimos um número bastante expressivo de 1.344 pessoas”, exemplificou Kappes.

A dona de casa, Cristiane dos Santos (36) e a filha Keille Menezes (20), estudante de enfermagem, foram duas das 336 pessoas que foram até ao LACEN e estiveram aptas a doação. “É um gesto simples que pode salvar muitas vidas, inclusive a nossa, porque a gente não sabe o dia de amanhã”, afirmou a jovem Menezes, que pela primeira vez doou sangue. Ao total, 450 pessoas passaram pelo processo de triagem, sendo 108 inaptos a doação de sangue e seis bolsas frustradas. Mais de 40 profissionais, entre comissão organizadora, área da saúde e voluntários participaram dos quatro dias de campanha.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, apenas 1,8% da população brasileira doa sangue com regularidade, quando o índice ideal para suprir as necessidades de sangue e outros componentes sanguíneos de um país estimado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é 3 a 5% da população.

 

Sobre o Dia C

O Dia de Cooperar, também conhecido como Dia C, nasceu em 2009, em Minas Gerais, e logo ganhou a adesão de cooperativas de todo o país. Com o apoio do Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) e de suas Unidades Estaduais, o Dia C é um programa de responsabilidade social, promovido pelas cooperativas brasileiras por meio do voluntariado. Desde 2014, as cooperativas de Luís Eduardo Magalhães estão engajadas no movimento com a promoção de ações nas áreas culturais, educacionais, socioambientais e de saúde pública.

 

 


0sem comentários ainda

Enviar um comentário

* campo é obrigatório

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.