Ir para o conteúdo
ou

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Blog

31 de Janeiro de 2013, 0:00 , por Rede Ola.coop.br - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A cooperativa de crédito é uma instituição financeira formada por uma associação autônoma de pessoas unidas voluntariamente, com forma e natureza jurídica próprias, de natureza civil, sem fins lucrativos, constituída para prestar serviços a seus associados.

Assim, essa comunidade online é um ambiente digital voltado para promoção e diálogos sobre esse ramo do Cooperativismo.


 


Standard & Poor’s atribui rating ao Banco Cooperativo Sicredi

19 de Abril de 2018, 17:07, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

A agência de riscos Standard & Poor’s atribui rating ao Banco Cooperativo Sicredi. A instituição agora passa a ser classificada pela S&P com uma notação AA- em escala nacional. Este é o maior rating possível para entidades financeiras, dada a limitação em face da nota de risco do Brasil pela agência responsável pela publicação de análises e pesquisas sobre bolsas de valores e títulos.

Recentemente, a também agência de classificação de risco Moody’s reafirmou o rating de 20 bancos do País, e o Banco Cooperativo Sicredi figura com a nota AA2. Além destas duas agências, o banco também está classificado pela Fitch Ratings, com AA+.

O Banco Cooperativo Sicredi compõe a estrutura do Sicredi, sistema cooperativo de crédito pioneiro neste segmento no Brasil e referência de atuação sistêmica, que se tornou modelo para o cooperativismo de crédito em âmbitos nacional e mundial.

Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 21 estados*, com mais de 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Share on:
WhatsApp

O post Standard & Poor’s atribui rating ao Banco Cooperativo Sicredi apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Carteira de consórcios do Sicredi movimenta R$ 687 milhões no 1º trimestre

18 de Abril de 2018, 18:19, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

No primeiro trimestre de 2018, o Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,7 milhões de associados e atuação em 21 estados brasileiros – comercializou R$ 687 milhões em consórcios. Desse total, R$ 30 milhões estavam focados em consórcios de serviços.

De acordo com dados da Associação Brasileira das de Administradoras de Consórcios (ABAC), o número de participantes da modalidade consórcio de serviços cresceu 61,5% no Brasil nos últimos dois anos. O Sicredi é atualmente líder no País no segmento, responsável por 51,2% do mercado. No total, a carteira de consórcios do Sicredi soma R$ 11,5 bilhões em crédito, sendo R$ 280 milhões referente a serviços.

Além disso, o Sicredi se destaca no cenário nacional por ter a 7ª maior operação de consórcios do País em cotas ativas, entre 155 administradoras autorizadas pelo Banco Central a atuar com o produto.

Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 21 estados*, com mais de 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Share on:
WhatsApp

O post Carteira de consórcios do Sicredi movimenta R$ 687 milhões no 1º trimestre apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Com R$ 6,2 bilhões em ativos, Sistema Cecred teve crescimento de 22% em 2017

18 de Abril de 2018, 17:45, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

Número de cooperados aumentou 13% na comparação com 2016. Meta da instituição é chegar a 2020 com mais de 1 milhão de associados. No balanço econômico-social, economia por cooperado em relação a juros comparados com o mercado tradicional chegou a R$ 2.105,00

O Sistema Cecred, que engloba 13 cooperativas de crédito no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, tem como objetivo gerar valor e cidadania financeira às pessoas de forma sustentável. No total, são 165 postos de atendimento em 57 cidades do Sul do Brasil. E a expansão não acontece apenas geograficamente. Em 2017, o crescimento em ativos do Sistema foi de 22% com relação a 2016, alcançando R$ 6,2 bilhões.

Além disso, já são 616 mil cooperados ligados à instituição, um aumento de 13% no comparativo com o ano anterior. O saldo em depósitos alcançou os R$ 4,4 bilhões e as sobras totalizaram R$ 266,3 milhões – parte desse valor retorna para os cooperados de acordo com a política de cada cooperativa.

Para o diretor executivo da Cecred, Ivo José Bracht, os dados mostram a importância e os diferenciais do cooperativismo que estão ficando mais claros. “Quem faz parte do nosso quadro social contribui com o potencial de transformação que podemos gerar levando cidadania financeira para as pessoas. Os números refletem que os nossos cooperados acreditam nisso e contribuem de forma efetiva para que a nossa razão de ser se solidifique”, diz.

O crescimento do Sistema Cecred é fruto de um trabalho conjunto e transparente. “A proximidade com os cooperados nos permite entender de forma muito mais profunda a realidade deles e quais soluções vão gerar real impacto nas suas vidas. Todas as ações do Sistema Cecred e das suas cooperativas são pautadas nesta relação de confiança, convivência e resultado efetivo nas cidades e bairros onde estamos. Isso fica ainda mais evidente na questão financeira, como no retorno das sobras, e também nas questões ligadas ao desenvolvimento social, como as capacitações do Progrid”, complementa Moacir Krambeck, presidente do Sistema Cecred.

Resultado econômico-social

Além do crescimento das operações, a Cecred também comemora os bons números do resultado econômico-social. Esse balanço leva em consideração a redução do pagamento de juros e taxas de serviços por parte dos cooperados, que têm acesso a taxas reduzidas em comparação a instituições financeiras tradicionais. No que diz respeito a empréstimos, a economia foi de R$ 957 milhões em 2017. Quem precisou recorrer ao cheque especial também pagou mais barato utilizando a opção das cooperativas filiadas à Cecred: menos 71,31% ao ano, na comparação com o mercado. Com tarifas inferiores às do mercado financeiro tradicional, as Cooperativas proporcionaram ainda a economia de R$ 120 milhões aos seus cooperados. No resultado geral, a economia por cooperado em 2017 foi de R$ 2.105,00. Em relação às aplicações, o rendimento médio anual é 9,46% maior no comparativo, o que totalizou para cooperados R$ 46 milhões no último ano.

Progrid

O Programa de Integração e Desenvolvimento de Cooperados e Comunidade (Progrid) leva conhecimento sobre diferentes temas para os locais onde as cooperativas atuam. Além de palestras presenciais, é possível participar de cursos na modalidade a distância relacionados à sustentabilidade, educação financeira, inovação e desenvolvimento pessoal.

O sucesso do programa aumenta a cada ano. Em 2017 foram 413.878 participantes. “Tivemos um crescimento de 17%, o que mostra que estamos no caminho certo quando buscamos a evolução conjunta da comunidade com qualidade de vida para todos. A disseminação de informações confiáveis que visem o desenvolvimento dos cooperados e suas famílias é um dos princípios do cooperativismo”, finaliza Moacir.

Para conhecer mais sobre o Progrid e os cursos oferecidos basta acessar o link www.progrid.coop.br.

Share on:
WhatsApp

O post Com R$ 6,2 bilhões em ativos, Sistema Cecred teve crescimento de 22% em 2017 apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Colaboradores do Sicredi participam de programa de Educação Financeira

18 de Abril de 2018, 17:30, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

Equipes estão ainda mais preparadas para atender aos associados e propor as soluções mais adequadas para cada necessidade.

Comprometido em estar mais próximo dos associados e em atendê-los cada vez melhor, a Central Sicredi Centro Norte realiza projeto pioneiro, um programa de Educação Financeira destinado aos 2,8 mil colaboradores, que atuam nas 10 cooperativas que atendem os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre. A intenção é reforçar a importância do controle sobre as finanças, do equilíbrio entre receitas e despesas, e da necessidade de se ter uma caixinha para imprevistos, o que refletirá diretamente na ponta, ou seja, no atendimento ao associado.

Com duração de oito horas, o curso foi ministrado pela Lund Finanças, por meio de uma plataforma virtual elaborada exclusivamente para o Sicredi, o que facilitou o acesso e a participação dos colaboradores. Com a iniciativa, a instituição financeira cooperativa reacende a importância da reflexão e do autoconhecimento em relação ao dinheiro. Como resultado tem um engajamento ainda maior de suas equipes no cuidado com as próprias finanças, e com a situação dos associados, já que terão maior capacidade para entender o negócio e a realidade dos cooperados.

Desenvolvido pela planejadora financeira Myrian Lund, coordenadora de MBA e professora de Finanças na Fundação Getúlio Vargas (FGV), a formação teve o conteúdo personalizado, dividido em seis módulos: Relação com o Dinheiro, Análise da Situação Atual, Crédito e Consumo Consciente, Poupar e Investir, Metas e Objetivos, e Plano de Ação, fechando um ciclo perfeito que termina com a proposta de ações para que o capital trabalhe a favor da pessoa.

“Cada módulo é composto por vídeo-aulas, material de apoio e atividades para que o colaborador tenha acesso a todo conteúdo que o fará mudar de comportamento e atingirá seu objetivo maior, que é prepara-lo ainda mais para atender o associado lá na ponta”, afirma Myrian ao ressaltar que nesses longos anos de carreira é a primeira vez que vê uma instituição financeira preocupada com seus colaboradores e seus associados. “Em nenhum outro banco percebi esta preocupação”.

O Programa de Educação Financeira do Sicredi é uma iniciativa dos departamentos de Gestão de Pessoas e Programas Sociais. Ficou disponível por um período de quatro meses, de setembro de 2017 a janeiro de 2018, período que permitiu ao colaborador a organização de sua agenda para participar. Foi realizado por 2.101 colaboradores, de um total de 2.748, uma cobertura de 76%. “Tivemos um excelente resultado nesta primeira etapa do programa, que é a formação dos colaboradores. O conteúdo repassado proporciona aprendizado e experiência, cria condições para atender o associado de maneira assertiva, com a proposta de soluções financeiras adequadas que deem resultados para o seu negócio ou suas finanças pessoais, e consequentemente para a cooperativa”, destaca a gerente de Programas Sociais do Sicredi Centro Norte, Andrea Passos.

O programa surpreendeu os colaboradores. Já bastante orientados em relação às finanças, o conteúdo trouxe novas situações que podem ser aplicadas no dia a dia, na vida pessoal e profissional. Carmem Lígia Garcez, por exemplo, é auxiliar administrativa da cooperativa Sicredi Sul MT, com sede em Rondonópolis. Ela conta após as lições recebidas mudou alguns planos, entre eles a contratação de financiamentos para a compra de um imóvel e um veículo. “Minha família já possui casa própria e carro. Então, meu marido e eu conversamos e decidimos poupar durante cinco anos para então fazermos as aquisições, com disciplina e planejamento. E pensando no futuro de nossos filhos vamos fazer poupança e previdência para eles”, conta a colaboradora.

Segundo Carmem, por trabalhar em uma instituição financeira ela imaginou que o curso seria óbvio, no entanto, ficou surpresa com a quantidade de detalhes apresentados, que a fez repensar muitas ações. “Controlava meu orçamento através das receitas e das despesas, com valores fixos e maiores, e desprezava os gastos menores do dia a dia, que são os que fogem do nosso controle e fazem um estrago no orçamento”, confessa. Na opinião dela, se a educação financeira fosse ensinada na escola, o país teria consumidores mais conscientes e preparados.

Multiplicador dos ensinamentos do curso, o gerente de Negócios de uma agência em Lucas do Rio Verde, Thiago Massa, conta que imprimiu todos os textos do curso e compartilhou com os familiares para que possam planejar juntos, os sonhos e objetivos. “Antes de tudo, o curso nos fez refletir sobre nossas percepções quanto às necessidades e desejos. Vai muito além de sugerir como gastar ou guardar recursos. A finalidade real é nos fazer refletir sobre nossas atitudes frente às nossas metas”.

Multiplicadores – A segunda etapa do Programa de Educação Financeira desenvolvido pelo Sicredi Centro Norte ocorrerá no 2º semestre. Está prevista uma nova capacitação, desta vez focada no associado, que será desenvolvida com 30 colaboradores de cada cooperativa do Sicredi Centro Norte. São 10 cooperativas, que formarão 300 multiplicadores, que atenderão nas agências e em eventos para a comunidade. “Às vezes, o associado chega à agência decidido a contratar crédito. Durante a conversa, nosso colaborador terá condições de avaliar a real necessidade desse crédito e direcionar para o produto mais adequado”, frisa Andrea.

A partir de abril, as cooperativas poderão estender o Programa de Educação Financeira aos associados. “O convite será feito a todos os associados e a cada novo sócio. Vamos divulgar a iniciativa nas nossas agências para que um número maior de associados participe”, afirma Andrea ao acrescentar que também será feita divulgação nas redes sociais.

Com essa iniciativa, o Sicredi Centro Norte cumpre com sua principal missão, que é valorizar o relacionamento, oferecer soluções financeiras para agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e da sociedade.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 21 estados*, com mais de 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

O Sicredi Centro Norte, composto pelos estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, tem cerca de 376 mil associados, com 168 agências em 134 municípios.

Share on:
WhatsApp

O post Colaboradores do Sicredi participam de programa de Educação Financeira apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Instituto Sicoob passa a atuar em todo o País

18 de Abril de 2018, 16:00, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

O propósito é fomentar a participação da sociedade e cooperados em importantes discussões voltadas ao desenvolvimento sustentável.

Como parte da estratégia do Sicoob em expandir conhecimento e experiência social a partir do cooperativismo financeiro, o Instituto Sicoob de Desenvolvimento Sustentável passou em 2018 a ter alcance nacional e sede em Brasília (DF). O Instituto, que já atuava nos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Amapá, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo, agora conectará pessoas de todo o Brasil com o objetivo de apresentar o cooperativismo como alternativa para um mundo mais colaborativo.

Segundo o presidente do Instituto Sicoob, Marco Aurélio Almada, o Instituto tem um enorme valor estratégico para o Sistema. Almada conta que a nacionalização representa um novo passo para abrir importantes discussões voltadas ao desenvolvimento sustentável das áreas em que atuam as cooperativas do Sicoob. “Precisamos nos apresentar como verdadeiramente somos: uma instituição financeira competitiva, mas que coopera e compartilha valores com a comunidade em que está. Em 2017, o Instituto Sicoob alcançou a marca de mais de 130 mil pessoas impactadas e 135 municípios atendidos.

O diferencial do Instituto Sicoob está no banco de voluntariado formado por empregados, diretores e cooperados do Sistema. Só no ano passado, o Programa Voluntário Transformador totalizou mais de 1.300 voluntários cadastrados, um crescimento de 31% em um ano, somando mais de 5.300 horas de trabalho voluntário desenvolvido em prol das comunidades.

Além de garantir o desenvolvimento social da comunidade na qual está inserido, ao fazer parte do projeto, o indivíduo contribui para o seu crescimento pessoal, entrando em contato com valores essenciais para promoção da cidadania como democracia, igualdade, responsabilidade e solidariedade. “Em um mundo no qual a informação é praticamente uma moeda, garantir o quinto princípio do cooperativismo de educar, formar e informar, é estar um passo à frente. O Instituto Sicoob começa sua atuação desde os mais jovens. No público do Programa Cooperativa Mirim, o número de alunos saltou de 25 para 587 em apenas 4 anos, e a promessa é de continuar expandindo esses ideais em todo o país. Formar uma geração mais consciente dos seus direitos e deveres é essencial para um futuro promissor. “, afirma o superintendente do Instituto, Luiz Edson Feltrim.

No eixo de Educação Cooperativista, mais de 61 mil pessoas foram sensibilizadas diretamente, número 43,5% maior em relação a 2016. O programa Cooperjovem, desempenhado pela associação em parceria com o Sescoop, avançou 52% de um ano para outro, atendendo mais de 29 mil alunos, em 215 escolas públicas e privadas.

Dentro do Programa Cooperativa Mirim, o Instituto Sicoob fundou as primeiras cooperativas com a participação do público infanto-juvenil da Região Norte do Brasil. Em 2017, o programa fechou o ano com 17 cooperativas mirins instituídas e mais de 580 associados.

O programa de Educação Financeira também cresceu e trouxe resultados significantes. Por meio dos programas, como as Palestras e o Se Liga Finanças, mais de 7 mil pessoas foram capacitadas. Já o pilar de Educação Ambiental oportunizou palestras e debates sobre o consumo consciente para mais de 3.500 pessoas.
Interesse pela comunidade

O Instituto Sicoob para o Desenvolvimento Sustentável foi criado em 2004 com o objetivo de difundir a cultura cooperativista e contribuir para a promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades. Atua em território nacional por meio de ações conjuntas e integradas com as cooperativas e na formação de voluntários para promover o desenvolvimento local.

A instituição tem como finalidade o sétimo princípio do cooperativismo, o interesse pela comunidade, ao fomentar a promoção de líderes comunitários com a cultura cooperativista. Sua metodologia está fundamentada no e no quinto princípio do cooperativismo: interesse pela comunidade e educação, formação e informação.

Sobre o Sicoob – O Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil, Sicoob, possui 4,1 milhões de cooperados em todo o país e está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. É composto por 466 cooperativas singulares, 16 cooperativas centrais e a Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob (Sicoob Confederação). Integram, ainda, o Sistema, o Banco Cooperativo do Brasil do Brasil (Bancoob) e suas subsidiárias (empresas/entidades de: meios eletrônicos de pagamento, consórcios, DTVM, seguradora e previdência) provedoras de produtos e serviços especializados para cooperativas financeiras. A rede Sicoob é a quinta maior entre as instituições financeiras que atuam no país, com mais de 2,6 mil pontos de atendimento. As cooperativas integrantes do Sistema oferecem aos cooperados serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária, adquirência de meios eletrônicos de pagamento, dentre outras soluções financeiras.

Mais informações acesse: www.sicoob.com.br

Share on:
WhatsApp

O post Instituto Sicoob passa a atuar em todo o País apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Categorias

Gestão de Pessoas em Cooperativas, Desenvolvimento territorial, Finanças Solidárias, Crédito, Crédito e finanças
Tags deste artigo: crédito finanças banco cooperativa