Ir para o conteúdo
ou

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Blog

31 de Janeiro de 2013, 0:00 , por Rede Ola.coop.br - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A cooperativa de crédito é uma instituição financeira formada por uma associação autônoma de pessoas unidas voluntariamente, com forma e natureza jurídica próprias, de natureza civil, sem fins lucrativos, constituída para prestar serviços a seus associados.

Assim, essa comunidade online é um ambiente digital voltado para promoção e diálogos sobre esse ramo do Cooperativismo.


 


Sicredi reforça comitiva para Conferência Woccu 2018

14 de Julho de 2018, 13:56, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

A edição 2018 da Conferência Mundial do Woccu (Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito, no significado da sigla em português) terá, mais uma vez, intensa participação do Sicredi. Este ano, a comitiva terá a presença de 113 pessoas, entre dirigentes, executivos e colaboradores, que representará a instituição financeira cooperativa, de 15 a 18 de julho, em Singapura.

Em Singapura, entre os participantes, a comitiva do Sicredi terá o presidente da SicrediPar e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Alfonso Dasenbrock que, em 2016, foi reeleito conselheiro do Woccu até 2018. Também estará presente o presidente-executivo do Banco Cooperativo Sicredi, João Tavares.

Na programação do dia 18/7, Manfred Dasenbrock será um dos participantes de um painel sobre “Diversidade”. “A cada edição, o Sicredi tem ampliado sua atuação na Conferência Mundial do Woccu. Isso reflete a importância do evento internacional para nossa instituição, além do compromisso do Sicredi em fazer a diferença nos momentos decisivos do cooperativismo de crédito”, afirma Dasenbrock.

Promovida pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (Woccu, em sua sigla em inglês), a Conferência Mundial do Woccu ocorre anualmente e tem como foco a abordagem global sobre como melhorar a vida por meio das cooperativas de crédito. A Conferência é o principal evento mundial do segmento.

O Woccu (World Council of Credit Unions) é a associação comercial e agência de desenvolvimento para as cooperativas de crédito em todo o mundo. A entidade oferece programas para fomentar o cooperativismo de crédito entre os parceiros, como o desenvolvimento de redes integradas de negócios, apoio às comunidades em risco, além de promover a reforma legislativa e o desenvolvimento do sistema regulatório. Além disso, o Woccu também atua para promover o desenvolvimento sustentável das cooperativas de crédito por meio de programas de assistência técnica a fim de fortalecer o seu desempenho financeiro e alcance em âmbito mundial.

WYCUP – Durante a conferência, nove colaboradores do Sicredi participarão do World Council Young Credit Union People (WYCUP). Sete deles concorrendo no concurso que premia cinco iniciativas com uma viagem para participação na próxima edição da Conferência Mundial das Cooperativas de Crédito, com todas as despesas pagas. O critério é avaliar os projetos que proporcionam contribuições significativas às suas comunidades e cooperativas de crédito, com potencial de causar um impacto global. Os representantes do Sicredi inscreveram projetos que evidenciam ações focadas na sustentabilidade, inclusão, liderança e educação financeira. Além deles, participarão os dois colaboradores do Sicredi premiados na edição de 2017.

Future Forum – Composto por integrantes das maiores cooperativas de crédito do mundo, o encontro tem como objetivo destacar as tendências do cooperativismo de crédito. Organizados em grupos, os dirigentes escolherão temas para debaterem e, ao final, compartilharão suas conclusões. Entre os representantes do Sicredi, estão: Arnaldo Martim Zalewski, presidente da Cooperativa Sicredi Planalto Gaúcho RS/SC; Luiz Hoflinger, presidente da Cooperativa Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ; Márcio Port, vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste; Sadi Bento Rigotti, presidente da Cooperativa Sicredi Ibiraiaras RS e Wellington Ferreira, presidente da Cooperativa Sicredi União PR/SP.

As inscrições da delegação do Sicredi na Conferência Mundial do Woccu contaram com o apoio do SESCOOP.

Share on:
WhatsApp

O post Sicredi reforça comitiva para Conferência Woccu 2018 apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



É neste sábado, dia 07 de julho, o Dia Internacional do Cooperativismo

5 de Julho de 2018, 11:14, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

Por sua capacidade de gerar trabalho, emprego e renda, aliando o social ao econômico e, assim, transformando realidades ao redor do mundo, mais de 1,2 bilhão de cooperados, em 107 países, celebrarão em 7 de julho, o Dia Internacional do Cooperativismo. A data é estimulada pela Aliança Cooperativa Interancional (ACI), organismo de representação global das cooperativas, da qual a OCB faz parte.

A ideia da ACI é que, nessa data, as cooperativas ao redor do globo, num mesmo dia, realizem ações que mostrem a força do cooperativismo. Por isso, todos os anos, a Aliança define um tema e um slogan para marcar a celebração. Assim, neste ano, o tema Consumo e Produção Responsável faz referência ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável número 12 (clique aqui para conhecer), estabelecido pela ONU, visando a erradicação da pobreza no mundo até 2030. Quanto ao slogan, a ACI propôs o seguinte: “Sociedades sustentáveis por meio da cooperação”.

NO BRASIL

Aqui no Brasil, desde 2015, o Sistema OCB decidiu promover duas celebrações na mesma data: o Dia Internacional do Cooperativismo, que sempre ocorre no primeiro sábado do mês de julho, e o Dia de Cooperar, um movimento composto por iniciativas voluntárias diferenciadas, contínuas e transformadoras, realizadas por cooperativas, em todos os estados brasileiros, e que estão alinhadas com os ODS, da Onu.

Entretanto, por conta dos jogos da Copa do Mundo, o Sistema OCB decidiu antecipar em uma semana as duas celebrações. Assim, as cooperativas brasileiras, apoiadas pelas organizações estaduais e unidade nacional do Sistema OCB realizarão suas ações e iniciativas no dia 30 de junho.

MENSAGEM GLOBAL

Confira abaixo a mensagem da ACI direcionada às cooperativas de todo o mundo a respeito do Dia Internacional do Cooperativismo:

96º DIA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO

24º DIA INTERNACIONAL DE COOPERATIVAS DAS NAÇÕES UNIDAS

Sociedades sustentáveis por meio da cooperação

No dia 7 de julho de 2018, cooperados de todo o mundo celebrarão o Dia Internacional das Cooperativas. Por meio do slogan Sociedades Sustentáveis através da cooperação, mostraremos que, graças aos nossos valores, princípios e estruturas de governança, as cooperativas possuem tanto sustentabilidade quanto resiliência em sua essência, já que o interesse pela comunidade é o sétimo de seus princípios orientadores. A Aliança Cooperativa Internacional está incentivando seus associados a usarem a hashtag #CoopsDay e o guia dos cooperados (versão em espanhol) para divulgar o evento.

“Nós representamos 1,2 bilhão de cooperados. Não há outro movimento econômico, social e político no mundo que, em menos de 200 anos, tenha crescido tanto quanto nós. Mas o crescimento não é o mais importante. Nós consumimos, produzimos e usamos os recursos que o planeta nos dá, de forma cuidadosa e com muito respeito ao meio ambiente e com as comunidades. É por isso que somos um parceiro fundamental para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas ”, afirma o presidente da Aliança Cooperativa Internacional, Ariel Guarco.

Sociedades sustentáveis são aquelas que correspondem aos limites ambientais, sociais e econômicos e conduzem ao crescimento. Por sua própria natureza, as cooperativas desempenham um papel triplo:

• Como atores econômicos, criam oportunidades de emprego, meios de subsistência e geração de renda;
• Como empresas centradas nas pessoas com objetivos sociais, contribuem para a igualdade e justiça social;
• Como instituições democráticas, são controladas por seus associados, desempenhando papel de liderança na sociedade e nas comunidades locais.

Enquanto um relatório recente da PwC mostrou que duas em cada cinco empresas ainda ignoram ou não possuem engajamento significativo com os ODS, as cooperativas assumiram a liderança. As cooperativas têm participação importante para cumprir todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e seus alvos associados.

Em 2016, a Aliança Cooperativa Internacional lançou a campanha Coops For 2030 para demonstrar o compromisso das cooperativas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e celebrar a contribuição cooperativa para tornar o mundo um lugar melhor.

As cooperativas têm experiência na construção de sociedades sustentáveis e firmes. Por exemplo, muitas cooperativas agrícolas trabalham para manter a longevidade da terra onde cultivam, por meio de práticas agrícolas sustentáveis. As cooperativas de consumo, cada vez mais, apoiam o abastecimento sustentável de seus produtos e educam os consumidores sobre o consumo responsável. As cooperativas habitacionais ajudam a garantir moradias seguras e acessíveis.

Os bancos cooperativos contribuem para a estabilidade graças à sua proximidade aos seus clientes e proporcionam acesso a financiamento a nível local e são abrangentes mesmo em áreas remotas. As cooperativas de serviços estão envolvidas no acesso rural à energia e à água, e muitas delas estão engajadas na liderança da transição energética para contribuir com a democratização da energia elétrica.

As cooperativas sociais e de trabalho em diversos setores (saúde, comunicações, turismo, etc.) visam fornecer bens e serviços de maneira eficiente, criando empregos sustentáveis e de longo prazo – e elas o fazem cada vez mais de maneira amigável ao planeta.

No Dia Internacional das Cooperativas, vamos mostrar ao mundo: que é possível crescer com democracia, igualdade e justiça social; que nossas sociedades não podem continuar desperdiçando recursos e excluindo pessoas; que devemos melhorar o presente e preservar o futuro para as próximas gerações; e que nos orgulhamos de fazer parte desse movimento. Um movimento com valores e princípios. Um movimento comprometido com a justiça social e a sustentabilidade ambiental”, afirma Guarco.

Fonte: somoscooperativismo.coop.br

Share on:
WhatsApp

O post É neste sábado, dia 07 de julho, o Dia Internacional do Cooperativismo apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



É nesta sexta-feira, dia 07 de julho, o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito

5 de Julho de 2018, 11:14, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 33 comentários

Por sua capacidade de gerar trabalho, emprego e renda, aliando o social ao econômico e, assim, transformando realidades ao redor do mundo, mais de 1,2 bilhão de cooperados, em 107 países, celebrarão em 7 de julho, o Dia Internacional do Cooperativismo. A data é estimulada pela Aliança Cooperativa Interancional (ACI), organismo de representação global das cooperativas, da qual a OCB faz parte.

A ideia da ACI é que, nessa data, as cooperativas ao redor do globo, num mesmo dia, realizem ações que mostrem a força do cooperativismo. Por isso, todos os anos, a Aliança define um tema e um slogan para marcar a celebração. Assim, neste ano, o tema Consumo e Produção Responsável faz referência ao Objetivo do Desenvolvimento Sustentável número 12 (clique aqui para conhecer), estabelecido pela ONU, visando a erradicação da pobreza no mundo até 2030. Quanto ao slogan, a ACI propôs o seguinte: “Sociedades sustentáveis por meio da cooperação”.

NO BRASIL

Aqui no Brasil, desde 2015, o Sistema OCB decidiu promover duas celebrações na mesma data: o Dia Internacional do Cooperativismo, que sempre ocorre no primeiro sábado do mês de julho, e o Dia de Cooperar, um movimento composto por iniciativas voluntárias diferenciadas, contínuas e transformadoras, realizadas por cooperativas, em todos os estados brasileiros, e que estão alinhadas com os ODS, da Onu.

Entretanto, por conta dos jogos da Copa do Mundo, o Sistema OCB decidiu antecipar em uma semana as duas celebrações. Assim, as cooperativas brasileiras, apoiadas pelas organizações estaduais e unidade nacional do Sistema OCB realizarão suas ações e iniciativas no dia 30 de junho.

MENSAGEM GLOBAL

Confira abaixo a mensagem da ACI direcionada às cooperativas de todo o mundo a respeito do Dia Internacional do Cooperativismo:

96º DIA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO

24º DIA INTERNACIONAL DE COOPERATIVAS DAS NAÇÕES UNIDAS

Sociedades sustentáveis por meio da cooperação

No dia 7 de julho de 2018, cooperados de todo o mundo celebrarão o Dia Internacional das Cooperativas. Por meio do slogan Sociedades Sustentáveis através da cooperação, mostraremos que, graças aos nossos valores, princípios e estruturas de governança, as cooperativas possuem tanto sustentabilidade quanto resiliência em sua essência, já que o interesse pela comunidade é o sétimo de seus princípios orientadores. A Aliança Cooperativa Internacional está incentivando seus associados a usarem a hashtag #CoopsDay e o guia dos cooperados (versão em espanhol) para divulgar o evento.

“Nós representamos 1,2 bilhão de cooperados. Não há outro movimento econômico, social e político no mundo que, em menos de 200 anos, tenha crescido tanto quanto nós. Mas o crescimento não é o mais importante. Nós consumimos, produzimos e usamos os recursos que o planeta nos dá, de forma cuidadosa e com muito respeito ao meio ambiente e com as comunidades. É por isso que somos um parceiro fundamental para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas ”, afirma o presidente da Aliança Cooperativa Internacional, Ariel Guarco.

Sociedades sustentáveis são aquelas que correspondem aos limites ambientais, sociais e econômicos e conduzem ao crescimento. Por sua própria natureza, as cooperativas desempenham um papel triplo:

• Como atores econômicos, criam oportunidades de emprego, meios de subsistência e geração de renda;
• Como empresas centradas nas pessoas com objetivos sociais, contribuem para a igualdade e justiça social;
• Como instituições democráticas, são controladas por seus associados, desempenhando papel de liderança na sociedade e nas comunidades locais.

Enquanto um relatório recente da PwC mostrou que duas em cada cinco empresas ainda ignoram ou não possuem engajamento significativo com os ODS, as cooperativas assumiram a liderança. As cooperativas têm participação importante para cumprir todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e seus alvos associados.

Em 2016, a Aliança Cooperativa Internacional lançou a campanha Coops For 2030 para demonstrar o compromisso das cooperativas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e celebrar a contribuição cooperativa para tornar o mundo um lugar melhor.

As cooperativas têm experiência na construção de sociedades sustentáveis e firmes. Por exemplo, muitas cooperativas agrícolas trabalham para manter a longevidade da terra onde cultivam, por meio de práticas agrícolas sustentáveis. As cooperativas de consumo, cada vez mais, apoiam o abastecimento sustentável de seus produtos e educam os consumidores sobre o consumo responsável. As cooperativas habitacionais ajudam a garantir moradias seguras e acessíveis.

Os bancos cooperativos contribuem para a estabilidade graças à sua proximidade aos seus clientes e proporcionam acesso a financiamento a nível local e são abrangentes mesmo em áreas remotas. As cooperativas de serviços estão envolvidas no acesso rural à energia e à água, e muitas delas estão engajadas na liderança da transição energética para contribuir com a democratização da energia elétrica.

As cooperativas sociais e de trabalho em diversos setores (saúde, comunicações, turismo, etc.) visam fornecer bens e serviços de maneira eficiente, criando empregos sustentáveis e de longo prazo – e elas o fazem cada vez mais de maneira amigável ao planeta.

No Dia Internacional das Cooperativas, vamos mostrar ao mundo: que é possível crescer com democracia, igualdade e justiça social; que nossas sociedades não podem continuar desperdiçando recursos e excluindo pessoas; que devemos melhorar o presente e preservar o futuro para as próximas gerações; e que nos orgulhamos de fazer parte desse movimento. Um movimento com valores e princípios. Um movimento comprometido com a justiça social e a sustentabilidade ambiental”, afirma Guarco.

Fonte: somoscooperativismo.coop.br

Share on:
WhatsApp

O post É nesta sexta-feira, dia 07 de julho, o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Secular, não há nada mais moderno que o cooperativismo de crédito, por Manfred Alfonso Dasenbrock

5 de Julho de 2018, 11:13, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 44 comentários

Quem poderia dizer que em 1902 foi trazido para o Brasil um modelo de negócio que até hoje é considerado moderno e sustentável? Foi com a iniciativa do padre suíço Theodor Amstad que, em Nova Petrópolis, na região da Serra Gaúcha, em conjunto com outras 19 pessoas, fundou a primeira cooperativa de crédito da América Latina, em atividade até hoje. O sacerdote inspirou-se em um movimento que começou com Friedrich Wilhelm Raiffeisen, alemão que criou em 1864 a Associação de Caixa de Crédito Rural de Heddesdorf. A partir dessa iniciativa, o movimento não somente se expandiu pela Alemanha, mas também por outros países, conquistando amplitude mundial.

Com mais de 150 anos, o cooperativismo de crédito contribui para o desenvolvimento socioeconômico em muitas nações, de todos os continentes – são 68 mil cooperativas de crédito e 235 milhões de associados ao redor do planeta, responsáveis por U$ 1,4 trilhão em depósitos, conforme dados do Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (Woccu, em sua sigla em inglês).

Então, nos perguntamos: esse modelo inspirador, transparente e centrado no ser humano e na cooperação entre pessoas, cujos recursos gerados pela cooperativa de crédito a qual se associam permanecem na sua região de origem, distribuindo riqueza e criando empregos nas comunidades, não teria mais espaço para crescer no Brasil?

A participação do cooperativismo de crédito em nosso País ainda é muito pequena quando comparada às relevantes presenças do segmento cooperativista de crédito em economias maduras da Europa Ocidental e da América do Norte. Na França e na Alemanha, por exemplo, as cooperativas de crédito participam com 60% e 20%, respectivamente, dos depósitos totais do sistema financeiro.

No Brasil, segundo dados do Banco Central, 1.017 cooperativas de crédito são responsáveis por R$ 90,9 bilhões em saldo de depósitos e 8,9 milhões de associados. Elas estão fisicamente presentes em aproximadamente metade dos munícipios brasileiros e representam 3,6% do Sistema Financeiro Nacional. Além disso, têm a chancela do FGCoop, que é o fundo garantidor que protege depositantes e investidores, contribui com a manutenção da estabilidade do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo e iguala as condições de competitividade com os bancos comerciais.

Inserido nesse contexto, o Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,7 milhões de associados em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal – tem contribuído para o crescimento sólido e sustentável do cooperativismo de crédito.

Pioneiro – não por acaso, a cooperativa fundada em 1902 se chama atualmente Sicredi Pioneira – e referência nacional e internacional pela organização em sistema, com padrão operacional e utilização de marca única, o Sicredi conta atualmente com 116 cooperativas de crédito filiadas, presentes em 1.187 municípios, sendo que em 204 deles é a única instituição financeira atuante.

Palavras mais que atuais, cooperar e compartilhar são princípios inerentes ao cooperativismo, que têm o poder de transformar nossa sociedade e contribuir para a construção de um futuro melhor, pois ao mesmo tempo em que os objetivos comuns dos associados são alcançados e suas necessidades atendidas, a comunidade é beneficiada com o desenvolvimento local, promovido pela geração de valor econômico, social e ambiental das cooperativas de crédito. Esses conceitos tão contemporâneos, se unem aos investimentos em tecnologia, por meio dos quais as cooperativas de crédito já disponibilizam soluções – entre elas contas 100% digitais, como o Woop Sicredi – que contemplam as demandas do público jovem. Isso tudo com o diferencial de conectar não só pessoas, mas também propósitos.

Agora, você pode estar pensando: na prática, quais os benefícios que eu tenho ao me associar a uma cooperativa de crédito? A resposta começa pelo fato de você ter participação dos resultados da sua cooperativa, e essa participação estar diretamente relacionada com o que você gera de receita para ela. E isso não tem a ver com a quantia que você tem na sua conta, mas o quanto você utiliza de produtos e serviços, gerando mais rentabilidade à cooperativa de crédito. O conceito é o de crescimento para todos e você, como associado e – literalmente – dono do negócio, também colhe benefícios diretos e indiretos.

Além disso, a cooperativa de crédito tem total interesse na saúde financeira de seus associados e consegue competir no mercado financeiro com taxas e juros mais justos. Tais fatos, ligados aos diferenciais de relacionamento próximo, consultoria customizada, concessão de crédito consciente, entre tantos outros, explicam a inadimplência abaixo da média de mercado, registrada no Sicredi, por exemplo, mas também em outros sistemas do segmento.

Finalmente, as cooperativas de crédito são sociedades de pessoas, e não de capital, o que significa que qualquer associado, independentemente do valor que possui em capital social, tem os mesmos direitos e deveres que os demais. Por conta disso, o cooperativismo de crédito é um modelo econômico e social que atua de forma extremamente democrática e inclusiva. Tem algo mais moderno e sustentável que isso?

*Manfred Alfonso Dasenbrock é presidente da SicrediPar, da Central Sicredi PR/SP/RJ e conselheiro do Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (World Council of Credit Unions – Woccu)

Share on:
WhatsApp

O post Secular, não há nada mais moderno que o cooperativismo de crédito, por Manfred Alfonso Dasenbrock apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Central Sicoob UniMais completa 25 anos

4 de Julho de 2018, 11:31, por Portal do Cooperativismo Financeiro - 0sem comentários ainda

A trajetória da instituição é permeada por desafios, como a mudança do sistema Sicoob, o maior sistema financeiro cooperativo do país.

No dia 29 de junho, a Central Sicoob UniMais comemora 25 anos de história. Nesse período, a instituição financeira cooperativa construiu uma sólida trajetória, permeada por desafios e conquistas que consolidaram o crescimento sustentável de suas Cooperativas.

Desde sua fundação, a atuação da Central e suas Cooperativas é conduzida de forma proativa e integrada, promovendo o desenvolvimento das comunidades por meio da economia compartilhada.

História

Em 1993, a Central Sicoob UniMais surgiu de uma iniciativa de um grupo médicos que se uniram para instituir as Cooperativas Financeiras que deram início ao Sicoob UniMais. No início da década de 90, o Brasil vivia um cenário econômico de superinflação, atingindo seu ápice em 1993. Foi exatamente naquele ano que o cooperativismo de crédito ganhava, no estado de São Paulo, uma representação institucional.

A partir daí, a Central passou por diversas transformações, como a alteração da governança e modernização de processos operacionais, como a implantação da conta de liquidação própria para criar independência do sistema, além de vários outros projetos e iniciativas que levaram ao seu crescimento.

Um dos marcos mais relevantes na trajetória da Central e suas Cooperativas foi a mudança para o sistema Sicoob, maior sistema financeiro cooperativo do país com mais de 4 milhões de cooperados. Após a transição, o Sicoob UniMais garantiu um novo portfólio de produtos e serviços, além de mais facilidade nos canais de atendimento.

O presidente da Central, Dr. Armando Fornari, ressalta as transformações que ocorreram ao longo desse período. “Durante esses 25 anos, passamos por diferentes etapas: todas conseguiram nos trazer até o momento em que estamos vivendo. Passamos por processo de posicionamento de marca, desenvolvimento e criação de modelos de agências e evoluímos até o desenvolvimento de um sistema pujante que hoje ocupa boa parte do estado de São Paulo”.

“É uma satisfação fazer parte dessa trajetória e do sistema cooperativista, cujo propósito principal é o desenvolvimento das pessoas e da comunidade. Os dirigentes, colaboradores e pessoas envolvidas no cooperativismo têm a missão de seguir com esse intuito porque, por trás de cada ação, há um propósito de transformação”, analisa Sandro Roque, diretor executivo do Sicoob UniMais.

Para celebrar a ocasião, será promovido um evento de comemoração com um cerimonial com a presença de dirigentes, colaboradores, parceiros e ex-presidentes, um coquetel para os presentes, além de um show de humor comandado pelo artista Nelson Freitas.

Sobre o Sicoob UniMais

Instituído em 1993, o Sicoob UniMais é uma instituição financeira cooperativa, regulamentada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil. Reconhecido como instituição financeira, o Sicoob UniMais oferece produtos e serviços financeiros para seus associados e faz a gestão dos seus recursos, com a distribuição de resultados ao final de cada ano. Hoje, o Sicoob UniMais contempla cinco Cooperativas no estado São Paulo, com mais de 50 pontos de atendimento, garantindo sua presença, inclusive, em boa parte das cidades do interior paulista e do litoral, além da Grande São Paulo. Dessa forma, a instituição totaliza mais de 40 mil cooperados e mais de 500 colaboradores e dirigentes.

Share on:
WhatsApp

O post Central Sicoob UniMais completa 25 anos apareceu primeiro em Portal do Cooperativismo Financeiro.



Categorias

Gestão de Pessoas em Cooperativas, Desenvolvimento territorial, Finanças Solidárias, Crédito, Crédito e finanças
Tags deste artigo: cooperativa finanças banco crédito