Ir para o conteúdo
ou

Ramo Trabalho

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

Blog

31 de Janeiro de 2013, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Rede Transporte tem nova diretoria com representação regional

3 de Junho de 2015, 16:48, por André Felipe

A Rede Transporte, central criada por cooperativas do Ramo com o intuito de otimizar custos e viabilizar a operação do setor, tem uma nova diretoria, desta vez com representantes regionais. A eleição ocorreu na segunda-feira 01/06, em Brasília. A composição é a seguinte: Abel Moreira Paré, como presidente do Conselho de Administração, Marcos Cezar Nobre, vice-presidente, e Paulo César Simioni, secretário.

A representação regional ficou a cargo de Adelar Steffler, responsável pela região Sul; Evaldo Matos, na região Sudeste; e Jair Romualdo de Oliveira, região Nordeste. As outras regiões ainda não possuem participação na rede.

GOVERNANÇA – A administração da Central será exercida por uma Diretoria Executiva, subordinada ao Conselho de Administração e composta por profissionais de mercado, sendo um Diretor Executivo e um Diretor Financeiro.

PLANEJAMENTO – Hoje, foi estabelecido o Plano de Ação da Rede, prevendo dentre outras coisas, a expansão de convênios que possibilitem o transportador abastecer o veículo em mais pontos e, ainda, a inclusão de novas parcerias visando a contratação de seguros, negociação de pneus, lubrificantes, filtros e compra de veículos de transporte de cargas e passageiros. Há, ainda, o projeto de um cartão de crédito para o transportador associado, em andamento. 

Para conhecer o Portal de Compras da Rede, acesse: www.redetransporte.com.br, clique na aba Central de Compras. No campo de usuário digite: rede.transporte. A senha é 123456. Após conhecer o ambiente virtual, o interessado pode se cadastrar e, assim, adquirir seus bens e serviços.

OBJETIVOS – A estratégia de Redes é uma solução criativa e imposta pela globalização. Seus dois principais objetivos são: reduzir os custos e aumentar a competitividade das cooperativas do Ramo Transporte, por meio do ganho de escala e complementaridade. Essa forma associativa contribui, ainda, para garantir acesso a tecnologias, capacitação, representação institucional e suporte técnico.

PARTICIPAÇÃO – Cooperativas de qualquer ramo que tenham demandas de compras em comum, passíveis de atendimento pela Central, podem participar a Rede. Além disso, todos os elos que compõem o Ramo Transporte, também podem ser contemplados. 

O QUE É OFERECIDO - A Rede mantém parcerias com fornecedores para customizar produtos e serviços, alinhando-os às especificidades das cooperativas com preços diferenciados. Por exemplo:

•       Pneus, recapagens e implementos;
•       Combustível, óleo e lubrificantes;
•       Seguros: RC Cargas, Terceiros e Vida. 
•       Tecnologia de Transporte;
•       Veículos, peças e partes.



Confira o Relatório das Oficinas realizadas no Encontro

2 de Junho de 2015, 12:03, por André Felipe

No decorrer do Encontro Estadual das Cooperativas do Ramo Trabalho foram realizadas oficinas pelo facilitador Hebert Luiz Ferreira. 

 

Clique aqui e confira o relatório.

 



Sistema OCB divulga o acompanhamento dos ramos do mês de abril

26 de Maio de 2015, 17:08, por André Felipe

Todos os meses o Sistema OCB apresenta as ações desenvolvidas pelas suas áreas finalísticas em face do desenvolvimento dos segmentos do cooperativismo.



Colivre promove oficina sobre Rede Olá; iniciativa integra Dia de Cooperar 2015

25 de Maio de 2015, 17:57, por Feed RSS do(a) Colivre

 



Minuta de Proposta de Manifesto do Ramo Trabalho

22 de Maio de 2015, 18:13, por Vicente Aguiar

Prezados Cooperativistas, boa noite!

Primeiramente, agradecemos a presença de todos no Encontro Estadual de Cooperativas do Ramo Trabalho.

Conforme deliberado pela plenária, no final da tarde de hoje, 21/05/2015, encaminhamos, anexo, MINUTA DA PROPOSTA DE MANIFESTO que objetiva defender o Direito de Trabalho das Cooperativas do Ramo Trabalho, conforme esclarecido durante o Encontro, não tendo, portanto, o escopo de discutir, especificamente, o PL da Terceirização.

Assim, como pactuado pela plenária, peço-lhes a gentil atenção de analisar o referido documento, pontuando com intervenções que entendam como necessárias, nos devolvendo às considerações, mediante resposta a este e-mail, até o dia  27/05/2015 (quarta-feira), às 16h.

É oportuno esclarecer que inexiste obrigatoriedade de adesão ao Manifesto, portanto, o silêncio da Cooperativa já será considerado como não adesão. Estamos disponibilizando o texto na extensão doc., a fim de viabilizar a edição. Finalizado o documento, o mesmo será encaminhado para validação dos aderentes.

Continuamos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais.

Atenciosamente, Ially Crislange Carmo Gomes - Assessoria Jurídica OCEB

 

Manifesto em Defesa do Direito de Trabalho das Cooperativas Baianas do Ramo Trabalho

As Sociedades Cooperativas abaixo assinadas vem a público chamar a atenção das entidades de representação do cooperativismo e de toda a sociedade brasileira, para a necessidade de se observar as regras constitucionais que sustentam a atuação das Cooperativas de Trabalho em nosso país e, da mesma forma, manifestar sua preocupação com a possibilidade dessas regras não serem devidamente considerados no processo de discussão e votação da PL 4330/2004 (Lei da Terceirização), que ocorre no Congresso Nacional nesse momento.